NOVEMBRO AZUL: SAIBA MAIS SOBRE O CÂNCER DE PRÓSTATA E EXAMES PREVENTIVOS

Nesse mês de novembro está acontecendo uma grande campanha, a “Novembro Azul”, para chamar a atenção dos homens para a prevenção do câncer de próstata. Muitos não sabem, mas essa é a segunda doença que mais mata homens no mundo. Só no Brasil, mata um homem a cada 40 minutos!

Infelizmente, grande parte dos casos são diagnosticados tardiamente, quando o câncer já se espalhou para outros órgãos. Quando o diagnóstico é realizado no início, as chances de cura chegam a 90%. Por isso essa enorme campanha para a conscientização e realização de exames preventivos.

Sabemos que ainda existem muitos mitos, tabus e dúvidas que rodeiam esse assunto. Por isso, para alertar os nossos queridos clientes e leitores, reunimos nesse artigo – de forma clara e sucinta – as principais questões já respondidas por inúmeros médicos e especialistas. É muito importante que você esteja sempre bem informado, principalmente sobre assuntos extremamente sérios como esse, que envolve a sua saúde!

Então, se liga nas informações abaixo e não deixe de procurar um urologista para fazer os exames, hein?

  • Fatores de risco

    diagnósticos

Normalmente, há uma combinação de fatores que contribuem para o surgimento de uma doença. No caso do câncer de próstata, não é diferente. A idade mais avançada surge como o maior fator de risco, pois contribui para o desencadeamento da doença, principalmente se há os outros fatores envolvidos.

Estatisticamente, cerca 62% dos casos de câncer de próstata são identificados em homens a partir dos 65 anos. Em seguida, aparecem o histórico familiar, raça (maior incidência entre homens negros), alimentação inadequada (à base de gordura animal e pobre em frutas, verduras e legumes), sedentarismo e obesidade.

Então, procure tomar todos os cuidados possíveis e reduzir esses fatores ao máximo. Alimente-se bem, pratique exercícios e faça exames regularmente.

  • Sintomas

Os sintomas costumam ser: dificuldade para urinar, vontade de urinar com urgência, sensação de não conseguir esvaziar completamente a bexiga, hematúria (presença de sangue na urina), dor óssea (principalmente na região das costas) e dores fortes no corpo.

É importante ressaltar que a maioria dos cânceres de próstata cresce lentamente e de forma silenciosa, sem sintomas. Quando estes aparecem, a doença já está em estágio avançado. Por isso, é extremamente importante realizar os exames periodicamente. Pois, quanto mais cedo ela for diagnosticada, maior as chances de sucesso do tratamento e de cura.

  • Diagnóstico: Exames

    esse

Como falamos acima, a realização de exames anuais é essencial para prevenir o desenvolvimento da doença. Porém, isso ainda é fonte de dúvidas e, até mesmo, um tabu para muitos homens, sendo essa, ainda, uma das maiores barreiras para a prevenção.

Os exames que fazem o diagnóstico do câncer de próstata são o famoso exame físico (toque retal) e o de sangue (conhecido como PSA). Caso, então, seja detectado um aumento da glândula ou alteração no PSA, pode ser solicitada uma biópsia e outros exames laboratoriais.

Quanto à eficácia dos exames, a estatística ainda comprova que a combinação dos procedimentos (toque + PSA) apresenta o menor índice de falha no diagnóstico (apenas de 8%). Por isso, o mais recomendável é realizar os dois ao mesmo tempo.

Geralmente, a recomendação é para que os homens a partir de 45 anos de idade façam exames preventivos anualmente. Mas, caso haja casos da doença na família, deve-se procurar um urologista já a partir dos 40 anos de idade.

  • Tratamento

O tipo de tratamento depende muito da idade do paciente e do tamanho e classificação do tumor. Pode ser realizada a remoção cirúrgica da próstata, radioterapia, hormonoterapia e o uso de medicamentos.

  • Outras dúvidas e recomendações

    novembro azul

– Uma das maiores dúvidas e receios entre os homens é a possibilidade de sofrer uma impotência sexual por causa da doença. Essa possibilidade realmente existe devido aos tratamentos empregados nos casos de câncer de próstata, sendo a incidência da disfunção proporcional à idade do paciente. Para os homens com 40 anos, a probabilidade é de 6%; já para os de 70 anos, é cerca de 70%. Portanto, mais um motivo para procurar se prevenir corretamente e realizar os exames periodicamente. Homens que se cuidam fazem mais sexo ao longo da vida!

– É relativamente comum a alteração nos exames de PSA e toque retal. Por isso, são realizados outros exames e avaliação médica para confirmar a doença.

– Ter uma alimentação balanceada, rica em alimentos como tomate e frutas em geral, ajuda na proteção contra a doença. Assim como praticar exercícios físicos regularmente.

Para saber mais sobre o assunto, recomendamos que veja o Portal da Sociedade Brasileira de Urologia

E então, bora fazer exames e se prevenir contra o câncer de próstata?

Pode interessar também Calvície: Saiba quais são os cuidados necessários para evitá-la

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *