CALVÍCIE: SAIBA QUAIS SÃO OS CUIDADOS NECESSÁRIOS PARA EVITÁ-LA

 

A calvície é a perda gradual e progressiva do cabelo do couro cabeludo que geralmente é causada por fatores genéticos e hormonais. Ela afeta principalmente os homens devido ao fato da testosterona, que é  o hormônio sexual masculino, ser o maior responsável pela sua incidência.

Popularmente, a calvície é conhecida como sendo uma questão estritamente hereditária e com início de ocorrência a partir dos 40 anos. Porém, atualmente sabe-se que, apesar da predisposição genética, ela pode ser evitada ou amenizada através de cuidados e tratamentos corretos. Além disso, também constatou-se que ela pode apresentar importantes indícios já na faixa dos 20 anos de idade, desconstruindo, portanto, mais um mito.

A estimativa é de que 80% dos homens até os 70 anos de idade apresentarão um quadro de calvície. É um número bastante alto. Por isso, se você não quiser fazer parte desta estatística, é melhor começar a se cuidar desde logo.

Para ajudá-lo nessa missão, separamos aqui os principais cuidados e ações que você pode tomar para prevenir a calvície. Então, confira abaixo!

  • Consulte um dermatologista

    calvicie2

É extremamente importante consultar um dermatologista para se certificar de que você não esteja sofrendo algum problema capilar que pode estar causando (ou vir a causar) a perda dos fios. Somente um especialista poderá avaliar o seu caso, realizar um diagnóstico correto e, assim, indicar os tratamentos mais adequados para ajudá-lo a evitar a calvície.

É importante ressaltar que não existe uma idade padrão para a ocorrência da calvície. Além disso, ela pode se desenvolver de forma mais rápida ou mais lenta. Na maioria dos casos, as pessoas desenvolvem um quadro de dermatite seborreica que derruba os fios mais lentamente. Já em quadros mais graves, devido à uma combinação de questões genéticas e hormonais, a perda de cabelo pode ocorrer mais bruscamente, fazendo com que muitas pessoas fiquem carecas aos 22 anos de idade.

Por isso, consulte um dermatologista regularmente. Pois, quanto antes você puder diagnosticar esses problemas, mais rápido poderá tratá-los e amenizá-los.

  • Mantenha os cabelos sempre limpos e bem cuidados

    calvicie3

Os cabelos devem ser mantidos sempre bem limpos, já que a sujeira e o excesso de oleosidade podem agravar a queda dos fios. Por isso, lave-os dia sim/dia não e evite usar água quente, pois promove o ressecamento e oleosidade do couro cabelo. Além disso, prefira um shampoo neutro e que não altere o pH do couro cabeludo.

  • Tenha uma alimentação nutritiva e balanceada

    calvicie4

Uma alimentação nutritiva e balanceada ajuda na prevenção da calvície, pois fornece substâncias ao organismo que são essenciais para a saúde, fortalecendo também o cabelo. Por isso, inclua no seu cardápio cenoura, espinafre, quinoa, laranja, castanhas, entre outros alimentos ricos em vitamina A, ferro, vitamina C, zinco e proteína. E evite açúcar, carboidratos refinados (massa e pão branco) e industrializados. Eles elevam os níveis de insulina no sangue e desequilibram alguns hormônios, causando problemas aos folículos capilares.

  • Reduza o estresse

    calvicie5

Você já sabe que o estresse traz inúmeros malefícios para a saúde. Mas já sabia que ele também pode te deixar careca? Pois é.

Nada contra os carecas, mas é muito melhor quando isso acontece por opção, não é mesmo?

Isso pode acontecer porque o estresse aumenta os níveis de cortisol no organismo, o que ajuda a oferecer as condições propícias para a queda de cabelo e o desenvolvimento da calvície. Então, mais um motivo para você relaxar e descontrair mais.

  • Evite o consumo de substâncias nocivas

    calvicie6

Já falamos mais a cima sobre os alimentos que podem favorecer a calvície e que por isso devem ser evitados. Além deles, existem outras substâncias que podem ser ainda mais prejudiciais e agravantes, como:

Álcool: O consumo de bebidas alcoólicas em excesso pode atrapalhar na distribuição e absorção dos nutrientes necessários à saúde dos cabelos, favorecendo a queda dos fios. Por isso, a recomendação é para evitar ou moderar a sua ingestão.

Cigarro: O cigarro é reconhecidamente uma substância altamente nociva ao nosso organismo. No caso da calvície, ele é um agravante porque reduz a circulação sanguínea do couro cabeludo e impede a nutrição dos cabelos, deixando-os enfraquecidos e favorecendo a queda.

Anabolizantes: Considerando que a testosterona, hormônio sexual masculino, é a maior responsável pela queda do cabelo e que os anabolizantes aumentam os níveis desse hormônio no organismo, fica fácil entender porque deve-se evitar essa substância. Por isso, passe longe desse tipo  de substância, principalmente se tiver alguma predisposição genética à calvície.

  • Mexa-se!

    calvicie7

Especificamente no caso da prevenção da calvície, a prática regular de exercícios físicos é importante porque ajuda a evitar a queda dos fios, já que diminui os níveis de cortisol (hormônio relacionado ao estresse) e aumenta a liberação de endorfinas (hormônios relacionados ao prazer e bem estar). Além de contribuir para o fortalecimento do cabelo porque o corpo em movimento facilita a circulação sanguínea que, por sua vez, promove a nutrição dos fios. Então, bora se levantar desse sofá e se mexer?!

Preparado para combater a calvície? Conta pra gente nos comentários!

Pode interessar também 5 DICAS PARA FAZER A BARBA CRESCER MAIS RÁPIDO

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *